Martifer afunda 18% após agravar prejuízos e vender unidade de energia solar 01/12/2014

Martifer afunda 18% após agravar prejuízos e vender unidade de energia solar 01/12/2014

A empresa dos irmãos Martins arrancou a sessão a cair 18% e segue agora com uma descida mais contida de 10%, com os investidores a reagirem de forma negativa aos resultados e à venda da Martifer Solar.

A empresa dos irmãos Martins arrancou a sessão a cair 18% e segue agora com uma descida mais contida de 10%, com os investidores a reagirem de forma negativa aos resultados e à venda da Martifer Solar.
As acções da Martifer estão a reagir em forte queda às novidades divulgadas pela empresa na sexta-feira: os resultados dos primeiros nove meses do ano e a venda da Martifer Solar.
Os títulos arrancaram a sessão a cair 18,11% para 0,199 euros, muito perto do mínimo histórico de 0,186 euros. Aliviaram entretanto desta queda mais forte, seguindo a meio da manhã a ceder 10,7% para 0,217 euros.
A empresa liderada por Jorge Martins anunciou na sexta-feira que registou um prejuízo de 60,3 milhões de euros nos primeiros nove meses de 2014, o que representa um agravamento de 20% face ao período homólogo de 2013.
Também na sexta-feira a Martifer anunciou que decidiu vender a participação de controlo de 55% que ainda detinha na Martifer Solar, centrando-se no negócio das construções metálicas, a sua área de origem.
Com a queda de hoje a Martifer, que tem Carlos Martins (na foto) como "chairman", elevou as perdas deste ano para 70%, reduzindo a capitalização bolsista da cotada para 21 milhões de euros.
O BPI Equity research diz que a Martifer apresentou um "fraco conjunto de resultados", com as receitas da unidade de construções metálicas a ficarem em 42 milhões de euros, quase metade dos 82 milhões de euros estimados pelos analistas do banco.
Quanto aos resultados líquidos, estes foram negativos em 30 milhões de euros no terceiro trimestre quando os analistas do BPI estimavam um lucro de 2,5 milhões. Este desempenho ficou a dever-se sobretudo a provisões adicionais relacionadas com a unidade de construções metálicas.

Fonte: www.jornaldenegocios.pt 01/12/14

Contacto

energia-solar-térmica-tisst

© 2015 tisst.net -Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode