Grupo de controle

 
energia-solar-térmica-grupo-controle
 
O comando diferencial analisa a diferença de temperaturas entre o ponto mais quente e o ponto mais frio do sistema solar térmico fazendo accionar ou parar a bomba de circulação.
Existem comandos com mais funções, para utilização em sistemas com múltipla aplicação, como é o caso de AQS juntamente com o aquecimento de uma piscina ou de um piso radiante. Para esses casos, consulte o fornecedor do equipamento, por forma a garantir o correcto funcionamento do sistema.
A bomba de circulação só deve actuar quando os colectores puderem contribuír com um ganho útil para o termoacumulador e para quando isto não acontece. Com a bomba de circulação a trabalhar em contínuo, corre-se o risco de não haver ganhos térmicos com a consequente perda de energia pelo funcionamento da bomba ou inclusivamente pode haver uma perda térmica caso a temperatura da água nos colectores seja infirior a temperatura da água no depósito. Para se conseguir que a bomba só funcione quando houver energia para recolher, utiliza-se este equipamento chamado habitualmente de comando diferencial com as respectivas sondas.
Explicando o processo,  uma das sondas coloca-se a saída do colector, na parte alta. Outra sonda é colocada na parte inferior do termoacumulador. As sondas são então ligadas ao comando, e este por sua vez é ligado a bomba de circulação.
As sondas podem ser de imersão e de contacto. As primeiras introduzem-se no colector e no termoacumulador,  e as segundas são colocadas em estreito contacto na parte exterior dos elementos. As sondas de imersão são preferíveis, visto que são mais precisas e seguras.
A missão do controlo diferencial é comparar as temperaturas na saída dos colectores e do termoacumulador, de maneira a que quando exista uma diferença de temperatura entre eles, favorável aos colectores, a bomba de circulação entra em funcionamento, iniciando-se o processo de acumulação de energia térmica.


 
energia-solar-térmica-grupo-controle
 

 

Sensores

Os sensores mais utilizados são:

  • Termopares - Convertem directamente uma temperatura num sinal eléctrico. Este sinal eléctrico é função da diferença de temperaturas. Em energia solar não são de aplicação muito corrente, pois os sinais eléctricos gerados , são em geral muito fracos e necessitam de amplificação.
  • Termo-resistencias - Baseiam-se no princípio da variação da resistencia de um material com a temperatura.

Contacto

energia-solar-térmica-tisst

© 2015 tisst.net -Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode