Purgador

energia-solar-térmica-purgador
 

O purgador é o elemento utilizado para evacuar os gases, geralmente ar, contido nas tubagens do sistema. A presença de gases no circuito origina a formação de bolsas que impedem a correcta circulação de fluídos.
Deve instalar-se um purgador em todas as zonas do circuito passíveis de acumulação de bolhas de ar, nomeadamente os pontos altos.
O tipo de purgador utilizado depende da temperatura de funcionamento do sistema. Nos sistemas em que a temperatura não ultrapassa os 150ºC, para facilitar a purga, podem utilizar-se purgadores de ar automáticos, precedidos de uma válvula de corte, que deve ser fechada quando não houver mais ar no circuito. Por outro lado, nos sistemas que atingem temperaturas superiores a 150ºC, apenas podem ser utilizados purgadores manuais (sem manípulo), adequados para a temperatura máxima prevista


Formação de bolhas de ar

A bolha de ar pode interromper o fluxo de água quente na tubagem hidráulica de distribuição e consumo de água quente e na interligação do equipamento, no colector e no termoacumulador, provocando descida do rendimento do sistema, podendo até mesmo fazer o sistema colapsar e parar de funcionar.

Devemos evitá-lo tomando as seguintes precauções:

• O conjunto de colectores deve ser instalado com ligeira inclinação no sentido da saída de água quente, facilitando o movimento das bolhas que se formarem, saindo pelo lado mais alto do colector.

• A tubagem de interligação entre colectores e termoacumulador deve ser sempre no sentido ascendente, não podendo em hipótese alguma subir e descer criando trechos onde possa haver acumulação de ar.

• O purgador de ar será instalado antes de qualquer descida da tubagem de consumo.

• A tubagem hidráulica de distribuição e consumo deve ser instalada sempre no sentido ascendente, devendo serem evitadas formações de sifões, isto é, zonas de tubagem que desce e sobe. Em tubagens em aéreas com pedaços horizontais muito longos, devem ser construídos apoios para que os tubos fiquem em posição ascendente e não haja formação de flechas invertidas, que funcionam como sifão.

• Nos pedaços de tubagem onde não for possível evitar formação de sifões, torna-se necessária a instalação de uma válvula eliminadora de ar ou um purgador de ar.

Contacto

energia-solar-térmica-tisst

© 2015 tisst.net -Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode