Projeto leva a cidades brasileiras cinema itinerante que funciona à base de energia solar. 24/11/2014

Projeto leva a cidades brasileiras cinema itinerante que funciona à base de energia solar. 24/11/2014

 Sustentabilidade e cultura no Brasil

 
Para levar o cinema aos mais variados cantos do Brasil, o Cinesolar conta com um veículo equipado com placas solares que captam energia solar e a transformam em eletricidade. 
Ver um filminho, comendo aquela pipoca, tudo de graça, e ainda por cima sem gerar os impactos ambientais do consumo tradicional de energia elétrica. Essa é a boa ideia trazida pelo projeto Cinesolar, que aposta no acesso à cultura e na sustentabilidade ao levar um cinema itinerante movido a energia solar para várias cidades brasileiras.
Desde junho do ano passado, o cinema viaja pelo Brasil em um veículo equipado com placas solares, que são capazes de converter a energia vinda do Sol em eletricidade. Essa energia fica armazenada em baterias e é utilizada nas exibições dos filmes. Até o momento, mais de 110 sessões foram realizadas e mais de 270 mil watts de energia economizados.
 
 
Cinesolar
As sessões do Cinesolar têm público variado. Muitas pessoas tiveram seu primeiro contato com o cinema por meio do projeto. (foto: divulgação)
 
As exibições variam de produções independentes, normalmente de temática ambiental, a títulos nacionais de sucesso como O Palhaço, de Selton Mello. Além dos filmes, o projeto promove algumas oficinas e atividades ligadas à sustentabilidade. A mostra Eco-ação, por exemplo, leva ao público o contato com produtos e brinquedos sustentáveis. Já a Eco-expo usa monitores com infográficos para expor o funcionamento do cinema itinerante e esclarecer os princípios básicos da energia solar.
A equipe do cinema recebeu treinamentos e aulas com engenheiros especialistas nesse tipo de energia para poder transmitir essas informações aos espectadores.
“O público, que é bastante variado, demonstra muita curiosidade sobre esse tipo de energia, perguntam se podem usar nas suas casas”, conta a idealizadora do projeto, Cynthia Alario, fundadora da Brazucah Produções, produtora responsável pela realização do Cinesolar e que trabalha com a difusão do cinema brasileiro há 12 anos. “Isso mostra que estamos estimulando a integração de nós, humanos, com o meio ambiente”, diz.
 
Além da exibição de filmes, o projeto oferece outras atividades, como oficinas sobre sustentabilidade. 
Além da ideia de difundir o conceito de sustentabilidade, o Cinesolar tem como objetivo democratizar o cinema brasileiro, exibindo longas e curtas-metragens nacionais, de produtoras menores e que não têm tanto espaço no circuito comercial. Os idealizadores buscam ainda dar a chance de ir ao cinema a pessoas que nunca tiveram essa experiência. “Construir salas de cinema é algo caro, por isso, hoje menos de 10% dos municípios brasileiros possuem uma”, contextualiza Alario.
O cinema itinerante já passou por várias cidades brasileiras. Em dezembro, quando termina sua circulação pelo Brasil, chegará ao Rio de Janeiro (RJ) e a Brasília (DF). A programação completa e outras informações podem ser encontradas no site do Cinesolar.
Em 2015, o futuro do projeto ainda é uma incógnita. Segundo sua idealizadora, o Cinesolar depende de patrocínios e parcerias com as prefeituras para voltar a difundir cultura e sustentabilidade no próximo ano.
 
Fonte: Ciência Hoje On-line Lucas Lucariny 24/11/14

Contacto

energia-solar-térmica-tisst

© 2015 tisst.net -Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode