O autoconsumo fotovoltaico encontra em Portugal o seu melhor aliado 26/11/2014

O autoconsumo fotovoltaico encontra em Portugal o seu melhor aliado 26/11/2014

Autoconsumo fotovoltaico

 
O autoconsumo fotovoltaico para sistemas de até 1MW e para instalações solares de pequena potência de até 250kW já está oficialmente regulado em Portugal, desde que se publicou no passado mês de Outubro o Decreto-Lei 153/2014. Por isso, a empresa distribuidora de material para instalações fotovoltaicas Krannich Solar celebrou nos dias 12 e 13 de Novembro, no Porto e Lisboa respectivamente, uma nova edição da UniKrannich, as suas jornadas para profissionais do sector da energia solar.
 As instalações fotovoltaicas de autoconsumo, tal e como se explicou no curso e segundo o que se depreende desta normativa, poderão vender o seu excedente de electricidade no país luso. Dotar das ferramentas e os conhecimentos necessários para que as empresas instaladoras e todos os agentes do âmbito das renováveis possam retirar o máximo proveito desta nova situação foi o objectivo principal das jornadas, que tinham como título “Como optimizar as tuas instalações fotovoltaicas em Portugal”.
Os produtos fotovoltaicos mais adequados para as instalações de autoconsumo em Portugal foram apresentados por Arturo Andrés, responsável do departamento técnico da Krannich Solar, quem também explicou como realizar uma adequada recolha de dados para a geração de energia limpa. Apresentou ainda um novo kit fotovoltaico para autoconsumo, uma solução que, tal e como afirmou a sua companheira Sandra Albornoz, responsável dos mercados de língua oficial portuguesa da Krannich Solar, “terá uma muito boa aceitação no mercado português pelas suas infinitas possibilidades quanto a compatibilidade e eficiência. Trata-se de um equipamento que se adapta perfeitamente às exigências dos consumidores e tem um grande potencial no marco legal que se desenha pela nova lei”.
Estes cursos sobre energia fotovoltaica, que registaram uma enchente absoluta nas duas cidades, também contaram com a presença do fabricante de inversores solares Victron Energy, representado pelo seu director técnico Stefan Junker, que expôs de forma prática como configurar correctamente um sistema fotovoltaico isolado. Também ofereceu aos assistentes vários conselhos para sacar o máximo rendimento das suas instalações solares.
 Com o novo marco legal em matéria de autoconsumo fotovoltaico, Portugal posiciona-se como um dos países europeus mais comprometidos com as energias renováveis e mais implicados na luta contra a alteração climática. “Agora cresce um segmento de mercado no sector industrial que permitirá às pequenas e médias empresas produzir e consumir a sua própria energia fotovoltaica e alcançar uma independência eléctrica enorme com respeito às grandes comercializadoras – a tão aclamada democratização da energia”, concluiu Paulo Luz, director comercial da Krannich Solar para Portugal quem, além disso, foi o moderador das jornadas.
 
As apresentações, as fotos e os vídeos desta nova edição da UniKrannich poderão ser consultadas nas contas de SlideShare, Flickr e Youtube da Krannich Solar.
 
Fonte: edificioseenergia.pt 26/11/14

Contacto

energia-solar-térmica-tisst

© 2015 tisst.net -Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode