Jovem português vence competição europeia

21-01-2013 16:26

InovaçãoPortugal

Jovem português cria colector solar e vence competição europeia Energy2B 21/012013

    

Ricardo Leandro é o autor do projecto vencedor da passada edição da competição europeia Energy2B. Trata-se de um colector solar térmico de baixo custo que apresenta duas características principais: é transparente e é acoplado à superfície frontal de um módulo fotovoltaico standard.

Ricardo optou por colocar o colector na frente da superfície do módulo fotovoltaico, de forma a prevenir o sobreaquecimento do módulo e aumentar, assim, a sua eficiência eléctrica. O colector é posto perto do módulo fotovoltaico para que se evitem também perdas de radiação solar. O projecto inclui ainda um fluxo de água no interior do colector, permitindo a absorção da banda infra-vermelha do espectro da radiação solar e gerando-se água quente como subproduto.

O autor da ideia garante que o seu colector possibilitará às famílias poupar na conta do gás e da electricidade.

O sistema permite ainda o aumento da eficiência eléctrica e a durabilidade dos materiais dos módulos fotovoltaicos. É de simples operação, fácil instalação, tem um longo tempo de vida e usa materiais de baixo custo.

Ricardo tem 25 anos e é estudante de Engenharia da Energia e do Ambiente, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Resolveu dar início a este projecto ao perceber que o sobreaquecimento dos módulos fotovoltaicos era ainda um problema com poucas soluções viáveis e fiáveis.

Decidiu desenvolver a tese de mestrado na área dos sistemas solares híbridos, de forma a poder estudar aprofundadamente o tema do sobreaquecimento. “Para minha infelicidade, não tive qualquer sucesso nessa minha procura”, revela o jovem. “Na mesma altura, abriu um concurso europeu de ideias inovadoras na área da sustentabilidade energética, o Energy2B, que encarei como uma oportunidade perfeita para arriscar.”

Aproveitou então um conceito base de colector solar térmico de baixo custo e o apoio especializado do UL INOVAR e lançou-se ao desafio. “Foi um trabalho muito produtivo e enriquecedor, em que aprendi bastante sobre como criar e desenvolver uma ideia de negócio e como potenciá-la”, conta Ricardo.

A segunda edição da Energy2B, que teve lugar o ano passado, contou com a participação de 1.565 estudantes, num total de 1.034 projectos. O concurso ocorreu a nível nacional e a nível europeu. Ricardo foi o vencedor a nível nacional, representando depois Portugal na Bélgica, ao lado das 299 ideias aprovadas pelo júri – e aí voltou a alcançar o primeiro lugar.

Este reconhecimento traduziu-se numa “felicidade imensa” para o jovem investigador. “Estivemos dedicados sete meses a esta ideia e ficou provada, mais uma vez, a importância de um departamento na universidade orientado a alunos que querem apoio especializado para poderem participar em concursos e que se sentem capazes de marcar a diferença”, afirma o investigador.

Ele considera que todo o processo de criação e desenvolvimento do projecto, que culminou num desfecho brilhante, foi benéfico. E revela: “desenvolvi bastante as minhas competências pessoais, comecei a interessar-me muito pelo empreendedorismo e pelo prazer de criar e desenvolver ideias e tornei-me mais multidisciplinar”.

Ricardo recebeu um prémio de €5 mil (R$ 13.500) que ajudará na construção do protótipo, com início previsto para o Verão. Também nessa altura começará a realizar os estudos de desempenho do sistema, de forma a perceber se é realmente viável procurar investidores e parceiros interessados em integrá-lo no mercado.

A Energy2B tem como objectivo apoiar o empreendedorismo na área da sustentabilidade energética, estando aberta a qualquer aluno do ensino superior em Portugal, na Polónia, na Eslovénia, no Reino Unido ou na Bulgária.

Voltar

Contacto

energia-solar-térmica-tisst

© 2015 tisst.net -Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode