Arroz português vai ser produzido com energia solar

19-11-2014 19:04

Arroz português vai ser produzido com energia solar

energia solar fotovoltaica


A cooperativa portuguesa Orivárzea S.A., que detém o título de maior produtora de arroz a nível nacional, acaba de instalar nos seus terrenos um sistema solar fotovoltaico que vai evitar emissões anuais de 54,2 toneladas de CO2, o equivalente à produção de uma floresta com a dimensão de 11 estádios de futebol.
 Em comunicado enviado ao Boas Notícias, a companhia explica que a central solar tem uma potência de 174,9kWp e que a mesma foi fornecida e instalada pela empresa Ikaros-Hemera, esperando-se que vá produzir anualmente 266,89 MWh, o suficiente para alimentar 70 habitações.
 "Tínhamos um potencial de sol que não estava a ser aproveitado", afirma Joaquim Morais Bravo, assessor de administração da Orivárzea, assim justificando a importância desta aposta para o crescimento sustentável e a competitividade da empresa.
 "Com a instalação deste sistema solar fotovoltaico, conseguimos ter arroz produzido tendo em conta uma preocupação ambiental e de proteção do ecossistema", acrescenta o responsável, que adianta que o investimento vai também permitir reduzir a fatura energética em cerca de 30% ao ano.
 Para Duarte Caro de Sousa, diretor-geral da Ikaros-Hemera, que instalou o sistema fotovoltaico no terreno da Orivárzea, esta medida "demonstra que o setor agro-alimentar está cada vez mais atento às vantagens da instalação de painéis solares".
 "Com a implementação desta uma unidade de produção de energia, a Orivárzea está a optimizar a sua autonomia energética e, simultaneamente, a contribuir para a melhoria do meio ambiente", destaca.
 A cobertura fotovoltaica da Orivárzea, que abrange uma área de quase 2.850m2, terá um retorno anual de 17% e vai permitir a recuperação do capital investido em cinco anos, estima a empresa.
 A Orivárzea, maior produtora nacional de arroz, é detentora de 5.350 dos 29 mil hectares dedicados ao cultivo de arroz em Portugal. No total, os associados da cooperativa produzem 37 mil toneladas de arroz por ano, tendo a mesma faturado, no exercício de 2013, cerca de 19 milhões de euros.
 Atualmente, 35% da produção tem como destino a exportação para mercados como Macau, Turquia, Polónia, Suíça, França, Brasil, Cabo Verde, Angola e Moçambique.


Fonte: boasnoticias.pt Sexta-feira, 14 de Novembro de 2014

Voltar

Contacto

energia-solar-térmica-tisst

© 2015 tisst.net -Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode